12 de abr de 2010

Políticos e fazendeiros contra o Greenpeace em Juína / AM



O Governo, na minha opinião deveria apoiar e contribuir para projetos e órgãos de proteção ao meio ambiente principalmente na Amazônia, mas não foi isso o que aconteceu na cidade de Juína que fica no noroeste do estado amazonense.
O episódio ocorreu em agosto de 2007 quando um grupo de ativistas do Greenpeace, representantes da Opan (Operação Amazônia Nativa) e dois jornalistas franceses tentaram visitar a tribo indígena Enawene-Nawe mas foram recebidos com violência pelos moradores. A região passa por um conflito entre os índios nativos e os fazendeiros pois os índios querem ter de volta terras que além de possuírem um valor religioso são locais fundamentais para a pesca, porém os fazendeiros insistem em mantê-las como propriedade privada.
Ao notarem a chegada dos forasteiros, os fazendeiros logo agiram com arrogância, cercando o hotel onde eles estavam hospedados e fazendo ameaças para que eles fossem embora. O caso chegou à polícia e ao prefeito Hilton Campos que não autorizou a entrada dos jornalistas e ativistas na àrea da tribo, os fazendeiros então os expulsaram literalmente da cidade, ameaçando-os de que se não saíssem do local, eles queimariam o avião. A ida de volta para o aeroporto foi escoltada pela polícia, mas não foi suficiente, pois eles também foram seguidos por cerca de 30 caminhonetes lotadas de fazendeiros gritando ofensas e mais ameaças.

É tanta ignorância que chega a ser primitivo, é um absurdo a maneira como o prefeito local enxergou a situação, não é como se estivessem invadindo a casa de alguém e gravando um filme sem a autorização. Era pra ser uma reportagem com a melhor das intenções: mostrar a realidade vivida pelos indígenas, porém acho que o governo estava com medo de mostrar a verdade e perder mais uma fazenda que gera lucro. Mais uma vez o dinheiro fala mais alto.

E a opinião dos índigenas, alguém pediu?

Fica aí o vídeo com a história completa, imagens, fotos e opiniões do fato ocorrido:





@liirawonders

@naanlemones

@gritopormudanca

Um comentário:

J P F O X disse...

Infelizmente está notícia não é novidade. Há séculos muitos vem sugando o que a floresta tem de bom e não aceitam qualquer tipo de fiscalização.
Obs: Lilian, qual foi a sua dificuldade em comentar no blog? Pode ter sido algum erro. Espero novamente sua visita. Até mais.